\\ Pesquise no Blog

segunda-feira, 19 de abril de 2010

“O desvelamento das relações do homem com a ordem simbólica”


Estragon- Nós criamos sob o medo, não a partir de um lugar seguro.
Vladimir- Não sei se amo ou odeio essa experiência.
Estragon- Acreditar em nós para entrar abertos no abismo.
Vladimir- Sou alguém modificado quando a jornada se completa.
Estragon- O olho é feito para não ver.

“Observou que ato cognitivo corresponde a uma reestruturação do conhecimento anterior (informações disponíveis na memória) tal como posteriormente estudada pelos construtivistas a exemplo de Piaget.
Medidas da estimulação elétrica cortical em gatos e os seus clássicos experimentos com chimpanzés (empilhando caixotes para alcançar alimentos) comprovaram que estes têm condições de resolver problemas relativamente mais complexos do que os experimentos de contornar um obstáculo e abrir fechaduras para fuga, aproximando-se da inteligência humana”.
Isso não se aplica a máxima que em cima de uma bicicleta eu posso retornar obstáculos?E talvez se eu não tivesse pensado tanto e andado mais de bicicleta... Vou... Embora esse não seja o maior problema, talvez eu pudesse ter realmente mergulhado na natureza. Já que pensar pode ser menos do que perceber, ou perceber seja melhor pensando menos.
E isso tudo me deu a impressão que se de repente não tivéssemos pensado...
Estar preparado é tudo. Pera! Isso é Hamlet, não é Godot.
Burra ou genial? Aprendiz, esse é o lance. O laço.
Desculpem-me ou não me desculpem, mas estarei mesmo a todo o tempo investigando.
Para mim dou um start. Começa 13h15min o jogo e termina dez pras 17h00min. Nesse tempo espaço sou eu e não sou eu. Talvez vigarista, cama leoa. “Mimetizar-se ao espaço circundante para se oferecer a tal olhar e tentar domá-lo, apaziguá-lo um pouco seria, diz Lacan em 1964, a função da pintura”. (Pintar e bordar).

Colocar e tirar máscaras, objetos serão ferramentas.
Trampolineiras, trabalhadeiras.
Terror e amor.
Pra que rimar terror e dor?
Diferenciação: sotaque potiguar. Um sotaque mutante.

imagens do nosso Salvador, o Dali.
da primeira não sei o título, a segunda chama "O nascimento do novo homem"(clique aqui)

2 comentários:

Flávia Naves "O caos reina, oba!" disse...

trampolineiras, trabalhadeiras. que lindo e que bom. estou adorando tudo isso.

Diogo Liberano disse...

sabe a coisa do subtexto? então... esse seu texto mescla de inúmeras leituras e referências me pareceu ser o segredo dos caras (vladi e estra). seriam também os seus? ou nossos?

"Colocar e tirar máscaras, objetos serão ferramentas" >>> ISSO É AMAZING! USAREMOS NESTA SEMANA.