\\ Pesquise no Blog

terça-feira, 27 de abril de 2010

As guerreiras

Aproveitando a conversa com Diogo hoje à tarde e o uso da "Cavalgada das Valquírias" no ensaio de hoje" :

Bem, um dos trechos mais famosos da obra de Wagner é sem dúvida a abertura do 3o ato da ópera "A Valquíria". Esta, faz parte de uma gigantesca obra concebida pelo compositor, a tetralogia "O anel de Nibelungo", que levou 26 anos para completada. Ela é composta por Das Rheingold (O Ouro do Reno) (1853-1854), Die Walküre (A Valquíria) (1854-1856), Siegfried (1856-1857 e 1864-1871) e Götterdämmerung (Crepúsculo dos Deuses) (1869-1874). Todas essas óperas são baseadas na mitologia Germânica.

Para compor A Vaquíria, Wagner se inspirou na lenda nórdica da Saga dos Volsungos. A Saga dos Volsungos é uma saga lendária islandesa do século XIII em forma de prosa, sobre a origem, auge e declínio do clã dos Volsungos (descendentes do rei Volsung), incluindo a história de Sigurd e de Brunilda e a destruição dos Burgúndios.
Os eventos reais que inspiraram a narração fantasiosa da saga ocorreram na Europa Central nos séculos V e VI dC, mas o único manuscrito medieval da obra existente atualmente data de c. 1400. Acredita-se que a versão em prosa da saga seja baseada em poemas épicos escandinavos anteriores.
O poema épico alemão medieval Nibelungenlied ("Canção dos Nibelungos") é baseado nas mesmas antigas histórias que a Saga dos Volsungos, que eram comuns a todas as terra germânicas desde o início da Idade Média. No Nibelungenlied, porém, a narrativa apresenta traços do romance cortês.

Uma resumidíssima sinopse da ópera:

Em "A Valquíria", um herói, Siegmund, reencontra sua irmã gêmea, Sieglinde, depois de muitos anos. Ambos são filhos do Deus Wotan. Nesse encontro, eles se apaixonam e Sieglinde decide deixar o então marido Hunding que parte com sua tropa, pela floresta, atrás dos dois.
Wotan decide proteger Siegmund, seu filho, tornando-o um herói livre que poderá ajuda-lo na obtenção de um Anel mágico que estava em poder de um poderoso dragão.
Porém, a esposa de Wotan obriga-o a mudar de ideia, por não acha certo a relação incestuosa de Sieglinde e Siegmund. Wotan acata e pede para uma de sua filhas, Brunnhilde para tirar a proteção de Siegmund.
Brunnhilde é uma das 9 valquirias, filhas do Rei Wotan com Erda. Valquírias são damas da guerra que levam as almas dos heróis mortos para formar na Valhala um exército contra Alberich (inimigo de Wotan).
Brunnhilde ao ir cumprir sua misão acaba tomando partido de Siegmund, indo contra as ordens do pai. Wotan descobre a traição da filha e tira a proteção de Siegmund, que morre. Brunnhilde foge levando Sieglinde, que está gravida. É nesse momento que aparece o trecho conhecido com A Cavalgada das Valquírias: As valquírias Gerhilde, Ortlinde, Helmwige, Schwertleite, Waltraute, Siegrune, Grimgerde e Rossweisse (irmãs de Brunnhilde) se reúnem em uma montanha, cada uma com seu cavalo e levando um herói morto. Elas se espantam quando Brünnhilde chega trazendo consigo uma mulher viva (Sieglinde) Ela pede ajuda a suas irmãs, explicando a perseguição de Wotan, mas elas não ousam desafiar seu pai. Insiste, pedindo um cavalo para a moça, mas elas estão irredutíveis. Brünnhilde então decide esperar Wotan enquanto Sieglinde foge. Antes de se retirar, Brünnhilde revela que Sieglinde está grávida de Siegmund, e chama o garoto ainda não nascido Siegfried. Sieglinde agradece e parte para a floresta. Ouve-se a voz enfurecida de Wotan, e as valquírias rodeiam Brünnhilde a fim de protegê-la de seu pai.
No fim da ópera, Brunnhilde acaba sendo punida, ela tem seu status de valquíria retirado, tornando-se uma mortal (um grande castigo a uma valquíria), e entrará em sono mágico na montanha até que um homem a salve, tornando-se seu esposo. As outras valquírias rogam piedade, mas fogem do local após Wotan exigir que elas se retirem, ameaçando estender a punição a elas.Wotan define que o perímetro da montanha esteja coberto por fogo mágico, de forma que somente os bravos heróis dignos do amor da ex-valquíri a encontrem. Através do leitmotiv, ambos percebem que esta pessoa será o ainda não nascido Siegfried (filho de Siegmund e Sieglinde). Para realizar o pedido de só ser acordada por um herói, Wotan deita Brünnhilde em uma rocha e a beija, iniciando o sono mágico. Ele invoca Loge para iniciar o círculo de fogo que a protegerá, sendo prontamente atendido. Ele então parte, citando "(…) quem teme a ponta de minha lança não passará pelo fogo"; isto é, somente pessoas livres poderão passar pelo fogo, quem não for regido pelo governante dos deuses.

Calvagada das Valquírias ficou bastante famosa por sua utilização em diversos meios, principalmente em filmes como "Apocalipse Now" de Francis Ford Copolla de 1979 e "Nascimento de uma Nação" de Griffith.
Os dois filmes a utilizam criando um paralelo com a significação da obra e de seu autor. Em Apocalise Now, Copolla filma uma cena de ataque de helicopteros a uma vila vietnamita. A cena impressiona pela beleza e dramaticidade. Nada mais apropriado do que usar Cavalgada da Valquirias, sendo essas guerreiras aladas. Assistam a cena: http://www.youtube.com/watch?v=Gz3Cc7wlfkI
Já Griffith, grande inovador do cinema no início do século XX, usa como tema principal A Cavalgada das Valquírias, nesse seu filme que apresenta várias inovações técnicas e estéticas que viriam a solidificar a narrativa clássica hollywodiana. Nascimento de uma Nação é escancaradamente racista, exaltando a Ku Klux Klan e dái talvez uma explicação para o uso de Wagner que teve seu nome intimamente ligado ao Nazismo de Hitler.

Nenhum comentário: