\\ Pesquise no Blog

domingo, 28 de fevereiro de 2010

0.

               
Quem espera sempre alcança.
Provérbio ou ditado popular.

Esse divórcio entre o homem e sua vida, entre o ator e seu cenário,
é que é propriamente o sentido da absurdidade.

Albert Camus em O Mito de Sísifo.

Godot amava Godot que amava Godot
que amava Godot que amava Godot que amava Godot
que não amava ninguém.
Godot foi para os Estados Unidos, Godot para o convento,
Godot morreu de desastre, Godot ficou para tia,
Godot suicidou-se e Godot casou com Godot
que não tinha entrado na história.

Livre apropriação do poema Quadrilha, de Carlos Drummond de Andrade.
               

Nenhum comentário: