\\ Pesquise no Blog

sábado, 5 de dezembro de 2009

Primeiro Brainstorm


piano. poste. luz. apagão. céu. maçã. cabo da maçã. chão. teto. parede. casa. computador. desejo. face. colo. útero. feminino. mulher. cabelo. unha. manicure. espera um pouco. adiante. depois. à esquerda. direita. cima. baixo. segue indo. para. estaca. poste. hidrante.seco. secura. areia. terra. asfalto. suada. suor. sentido. sala. casa. doméstico. casa. família. irmãos. irmãs. o homem. falo. desejo. ruína. gracejo. descontrole. abstração. digestão. digestão. sobra nada. sobra o podre. o podre é resto. o resto é tudo o que temos. sobre qualquer assunto. falemos de tudo e de nada e dessa forma, a manhã vai nascendo sem a gente perceber que não nos dissemos nada. setlight. setlight. ele chegou. campainha. computador. fila de espera. quem espera sempre alcança. noiva, dançarina, garçonete, mulher, criança. velha. velho. chegou! exclamação. interrogação. pausa. alguém dali. pega aquela mimesis. repete ela em si. vamos ver todos ao redor em nós somados. o redor em nós. nós somos o eixo (autoritário). piano. piano seguindo pela noite. pela tarde. escuro se anuncia. a manhã não veio ou a noite é que não irá. ira. comeu. deglutiu. saciou. e voltou a procurar. com a mesma fome dantes. a mesma fome de outro nome. outro nome. fome. fome de outro nome. a mesma coisa de antes agora outra vez e sempre. a gente espera, a gente faz chegar, a gente come digere e antes mesmo de arrotar, já dentro sente a fome de novo pedindo atenção. desejo. sem peso. desejo em gravidade. não há nada exceto a contemplação do corpo. por isso se tu te feres. foda-se, faço em ti outro rosto. do espetáculo. brilhando, purpurina, setlight, cenário. sistemas. senta. levanta. corre. compõe. corre, pula, senta, deita, olha. olhem-se. persistam nesse olhar. desnudem o outro pelo olho, profanem-se. vocês hão de se profanar. ele chegou. vamos devolvê-lo à lida do dia. ele é ela? ele é ele? ela é ele? ela é ela? o que será isso que se anuncia? o que será essa espera? alguma coisa que não sei explicar. alguma coisa que me faz sentir ambíguo e que me produz terror ter sentido piedade em algum momento. como foi que surgiu, apesar de mim, isso da piedade?

Nenhum comentário: